9 Tipos de Cola Para Artesanato – Qual Usar?

Fazer artesanato envolve várias etapas, e uma delas é a escolha dos materiais – a começar pela cola, o produto responsável por deixar tudo no lugar. Para que as partes do seu artesanato não se desgrudem, o segredo está em usar a cola para artesanato adequada para cada material – principalmente se for mais difícil de colar, como pedrarias, tecido, corda e borracha.

No mercado existem muitos tipos de cola para artesanato. Mas, infelizmente, não é nada fácil saber como usar cada uma. Para que as suas dúvidas acabem de uma vez por todas, vamos apresentar os tipos de cola para artesanato essenciais e suas principais indicações. Confira!

Veja também:

Moldes de Feltro

Aprenda quais são os Pincéis Para Pintura em Tecido Mais Usados

7 Tipos de Fita Para Artesanato Que Você Precisa Conhecer

1. Cola Branca Escolar

Fonte: hometalk

A cola branca tradicional, vendida em papelarias, é especialmente indicada para uso em projetos caseiros, escolares e pouco profissionais. Serve para fazer a colagem de tecidos, desde que não sejam muito espessos, e de papel sobre papel – apresenta boa aderência no sulfite, no crepom, na seda, no kraft e na cartolina.

Vantagens

  • Essa cola é barata e fácil de encontrar.
  • É fácil de usar – possui um bico aplicador que ajuda a dosar a quantidade de produto.
  • Por ser atóxica e lavável, pode ser usada por crianças.

Desvantagens

  • Pode manchar o papel quando aplicada em grandes quantidades.
  • O bico aplicador costuma entupir com facilidade.
  • Não é recomendada para uso profissional.

2. Cola Branca Extra

Foto: Ateliê Jordana Carvalho | Fonte: Revista Artesanato

Essa cola, assim como a escolar, também é lavável e atóxica. A diferença é que, além de ser indicada para projetos domésticos, a cola branca extra também atende ao mercado profissional, e pode ser usada para fazer desde a massa de biscuit até projetos de decoupageencadernação artesanal – como cadernos e álbuns com capa dura.

Essa cola é indicada para colar papel e para fazer a massa de biscuit, mas também pode ser usada para colar cortiça, tecido e outros materiais porosos. Na encadernação artesanal esse adesivo é muito utilizado, principalmente na elaboração de cadernos e de álbuns com capa dura.

Vantagens

  • Pode ser utilizada para impermeabilizar tecido e outros materiais.
  • É barata e tem bom rendimento.
  • Após secar, fica transparente e brilhante.

Desvantagens

  • Não resiste à água – deve ser evitada em trabalhos que serão lavados ou que ficarão na área externa.
  • Possui secagem lenta – cerca de 4 horas.
  • Precisa ser aplicada com ferramentas específicas: com pincéis ou com rolinhos de espuma.

3. Cola Quente

Foto: Revista Artesanato

A cola quente, tida como a melhor cola para feltro, é o adesivo curinga no mundo do artesanato, pois cola instantaneamente vários materiais, como tecido, EVA, renda, plástico e acrílico.

Vantagens

  • Possui ótima aderência em superfícies porosas, como na cortiça e no feltro.
  • A secagem é instantânea.
  • Não perde a propriedade adesiva com o passar do tempo.
  • Pode ser usada em praticamente todos os tipos de materiais.
  • Pode substituir a tradicional costura em peças de tecido temporárias.

Desvantagens

  • Pode deixar fiapos de cola sobre a peça.
  • Por atingir altas temperaturas, não deve ser manuseada por crianças sem a supervisão de um adulto.
  • Como a secagem é rápida, é preciso ter agilidade ao aplicá-la.
  • Pode adquirir uma cor amarelada com o passar do tempo.

4. Cola de Silicone

Foto: Karina Rigueiro | Fonte: Revista Artesanato

A cola de silicone pode ser aplicada em EVA, isopor, feltro e tecidos sintéticos. Esse adesivo pode ser usado para fazer esculturas em isopor, lembrancinhas em EVA e finalizações. No artesanato em feltro, a cola de silicone serve para aplicar detalhes decorativos e para posicionar recortes que ainda receberão a costura definitiva.

Vantagens

  • Depois de seca, forma uma liga forte e resistente à água.
  • É de aparência incolor; por isso, não costuma deixar resíduos visíveis após a secagem.
  • É líquida e fácil de espalhar.
  • O formato do bico facilita a colagem de contas e outras miudezas.
  • Pode substituir a cola quente em alguns trabalhos.

Desvantagens

  • Para concluir a colagem é necessário fazer um pouco de pressão sobre a peça.
  • Possui um tempo longo de cura – a secagem inicial acontece em cerca de 10 a 30 minutos, e a secagem completa acontece em 24 horas.
  • Por ser líquida, pode escorrer e sujar o trabalho. Por isso, recomenda-se não apertar muito o frasco no momento da aplicação.
  • Pode deixar fitas e rendas com um aspecto endurecido.
  • Deve ser evitada em peças grandes, pois o gasto de produto e o tempo de secagem serão grandes.

5. Cola Permanente Reposicionável

A cola permanente possui ótima aderência em tecido, madeira e feltro. Pode ser aplicada em tábuas de pintura em tecido, para esticar e prender o pano, mas também serve para unir camadas de feltro e tecido antes de serem costurados ou quiltados.

Depois de aplicada, seca em cerca de 30 minutos e forma uma liga resistente e com alta capacidade adesiva. Esse adesivo permite o reposicionamento de outros materiais por várias vezes seguidas.

Vantagens

  • Forma uma película transparente e duradoura.
  • É à prova d’água e não amarela com o tempo.
  • Pode ser aplicada com ferramentas que temos em casa: cartão velho, escova de dentes ou um pincel, por exemplo.
  • Permite prender e remover as peças, como se fosse um adesivo.

Desvantagens

  • Uma vez aplicada, não pode mais ser removida da superfície.
  • Pode ser preciso reaplicá-la na superfície dependendo da frequência de uso.
  • Possui um tempo de secagem moderado – é preciso aplicá-la e aguardar cerca de 30 minutos antes de posicionar outro material por cima.
  • Por ser bastante grudenta quando está molhada, pode danificar as ferramentas usadas para fazer a aplicação.
  • Possui um odor muito forte. Use-a em locais abertos e bem ventilados.

6. Cola Spray

Foto: Fernando Oliveira | Revista Artesanato

A cola spray ainda não é muito conhecida aqui no Brasil. Mas, pela maior facilidade de uso, promete agilizar a vida do artesão e de decoradores de festa.

Essa cola adere em superfícies variadas, como metal, papel e tecido, sendo recomendada para aplicações que necessitam de rapidez e precisão. Esse tipo de cola está disponível nas versões permanente e reposicionável.

Vantagens

  • Oferece transparência e aplicação limpa – não deixa resíduos.
  • Alcança áreas difíceis.
  • Tem alto desempenho e bom rendimento.
  • É simples de usar (a embalagem spray dispensa o uso de ferramentas para fazer a aplicação.)

Desvantagens

  • Para melhores resultados, a temperatura do adesivo e dos materiais a serem colados devem estar a pelo menos 18°C.
  • Para completar a colagem é preciso pressionar as partes por 15 segundos ou mais.
  • O bico aplicador pode entupir. Após cada aplicação é preciso inverter a lata e pressionar a válvula até sair somente o gás.
  • Possui um valor elevado se comparado às outras colas com a mesma função.

7. Cola Universal

A cola universal, como o próprio nome já sugere, é indicada para fazer a união de diversos materiais, como tecido, madeira, borracha, vidro, louça, cortiça, papel, acrílico, couro, PVC, renda e outros. Proporciona colagem instantânea e de alto desempenho.

Vantagens

  • Apresenta resistência à água e óleos.
  • Faz colagens de alto desempenho (inclusive pode substituir a cola quente em alguns trabalhos).
  • Secagem rápida – conclui a colagem em 5 minutos.
  • É transparente e não deixa resíduos.
  • Ótima para fazer peças que precisam ficar prontas rapidamente.
  • Tem bico fino – formato ideal para colar pequenas peças.

Desvantagens

  • Como tem cheiro forte, deve ser aplicada em ambiente ventilado e evitada por pessoas alérgicas.
  • Seca rápido; deve ser tampada imediatamente após o uso.
  • O frasco é pequeno e não rende muito, principalmente quando utilizada para fazer muitas peças ou trabalhos muito grandes.
  • Como seca rápido, não permite o reposicionamento das peças.
  • O custo é elevado.

8. Cola Pano

cola para artesanato em tecido

Fonte: maluli

A cola pano pode ser usada para fazer artesanato e para marcar costuras e bainhas. É especialmente indicada para fazer decoupage em tecido.

Vantagens

  • Vem pronta para uso, não necessita preparação ou diluição.
  • A aplicação é simples, pode ser feita com um pincel ou com o bico aplicador.
  • Pode substituir a costura em trabalhos mais simples.
  • Pode prender as peças de tecido nas etapas que antecedem a costura.
  • É solúvel em água, pode ser removida enquanto a colagem não estiver concluída.
  • Não tóxica.

Desvantagens

  • Só deve ser usada em tecidos 100 % algodão.
  • Pode manchar tecidos finos, delicados e sintéticos.
  • Não resiste a múltiplas lavagens.

9. Cola E6000 e E600

A cola E6000, versão importada, e a cola E600, versão nacional, possuem a mesma proposta: colar materiais de difícil aderência com qualidade e precisão. Além de colar borracha, vidro, acrílico e plástico, também é indicada para artesanatos que são feitos com pedrarias, como blusas e chinelos decorados.

Vantagens

  • É resistente à água.
  • Cola vidro, metal com metal, pedrarias sobre borracha e tecido, acrílico e outros materiais de difícil aderência.
  • Possui secagem rápida.
  • Dispensa o uso de ferramentas para fazer a aplicação.

Desvantagens

  • Não cola bem feltro sobre feltro.
  • Possui um preço elevado.
  • Não é vendida em todas as papelarias e armarinhos.

Viu como existe um adesivo certo para cada superfície? E caso tenha mais de uma opção de cola para o tipo de material que você deseja colar, avalie não apenas as indicações de uso e a fixação oferecida pelo produto, mas como também a forma de aplicação, o tempo de secagem e o custo final.

Pode acontecer ainda de você precisar testar vários tipos e marcas de cola até encontrar uma que mais gosta. Use essas dicas preciosas, aliadas à sua experiência, para escolher a opção perfeita para o seu trabalho.

Se você gostou de saber como escolher e usar as diferentes colas para artesanato, deixe um comentário. Vamos adorar saber a sua opinião.

Veja também:

7 Tipos de Tinta para Tecido que Você Precisa Conhecer

2 Truques Caseiros para Impermeabilizar Tecido Gastando Pouco

Referências: Espaço de Arte CelgaCris AlbuquerqueTek Bond.

Compartilhe onde preferir

Mariana Barbosa

Formada em Letras pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, redatora na Revista Artesanato. Acredita que o aprendizado tem o poder de transformar a vida das pessoas.




Comentários

34 comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.


Você pode usar estas tags HTML e atributos:



 



Artesanato em Geral Veja mais >>

JA CONHECE NOSSOS CURSOS?

Mais cursos

Receba ideias gratis por email