Pacote de Moldes

Você Sabe Qual a Diferença entre Tricô e Crochê?

Você já teve aquela dúvida sobre a real diferença entre tricô e crochê? Ainda tem essa dúvida? Saiba que você não está sozinho(a)! Essa questão é realmente muito comum no mundo do artesanato.

Embora ambas as técnicas sejam desenvolvidas com linhas e agulhas, existem muitas diferenças entre o tricô e o crochê.

De modo geral, pode se esclarecer como principal diferença a quantidade de agulhas utilizadas para cada tipo de trabalho: enquanto no crochê é necessário o manuseio de apenas uma agulha, no tricô são utilizadas duas agulhas.

Mas para esclarecer de uma vez por todas essas dúvidas, nós preparamos um guia completo no qual abordamos os pormenores de cada uma dessas artes para que você aprenda a diferencia-las. Confira!

Moldes de Feltro

Veja também:
Bico de Crochê Simples: 90 Modelos Lindos e Fáceis de Fazer
Descubra Como Escolher a Agulha de Tricô Ideal

Materiais básicos

Em geral, os materiais básicos utilizados para o crochê e para o tricô são os mesmos:

  • Linha
  • Agulha
  • Tesoura
  • Calculadora
  • Fita métrica

O que irá diferenciar os materiais utilizados em cada uma técnica são as especificidades das linhas e agulhas utilizadas. Veja só!

Tipos de agulhas

Como você já viu neste artigo, no crochê é utilizado apenas uma agulha. Já no tricô são utilizadas duas.

Mas além da diferença na quantidade, o tipo de agulha também é bem diferente.

Crochê

As agulhas de crochê possuem um gancho na ponta.

Agulhas de crochê

As agulhas de crochê têm variações de numerações. Para pontos mais apertados, deve ser utilizada uma agulha de numeração menor. Para pontos mais soltos, o ideal é uma agulha de numeração maior.

Se ficar com dúvidas em relação a numeração, basta observar o rótulo da linha comprada, que sempre vem com a indicação da agulha.

Você pode optar por agulhas que tenham o cabo de plástico, emborrachado, de bambu ou de aço. Com relação à ponta, sempre opte pelas agulhas que possuem a ponta de aço niquelado.

Tricô

Mulher fazendo tricô

As agulhas de tricô, por sua vez, variam em: retas, circulares e de ponta dupla ou trançada.

  • Retas: indicadas para qualquer artigo plano. É a mais conhecida e utilizada.
  • Circulares: indicadas para tricotar coisas que são redondas, como chapéus.
  • Pontas duplas: são as mais antigas e utilizadas, geralmente, em conjuntos de quatro e cinco.

Elas também variam de acordo com o material utilizado. Pode ser feitas de plástico, madeira, bambu ou metal.

  • Metal: São pesadas e pouco flexíveis. Indicada para os artesãos experientes.
  • Bambu e madeira: São indicadas para iniciantes. Seu ponto negativo é que tendem a quebrar com mais facilidade.
  • Plástico: São flexíveis, leves e resistentes e permitem movimentos rápidos.

Com relação ao tamanho e à espessura, a ideia é a mesma do crochê: quanto maior o diâmetro, mais solta a peça. Quanto menor, mais apertado e grosso o ponto. Para as iniciantes, sugerimos a agulha nº5 ou nº6.

Tipos de linhas

No tricô é mais utilizada a lã, mais especificamente o fio Mollet.

Já para o crochê, existe uma variedade maior de fios que podem ser utilizados, a depender da peça que será produzida. Elas podem ser classificadas em três grandes categorias: fios sintéticos (acrílico, nylon, poliéster), fios naturais (bambu, algodão) e fios animais (lã, caxemira). Elas variam em espessura e cor.

As linhas com espessura suave e cor sólida são ideias para pontos mais complexos. As linhas mescladas e de novidade, por sua vez, devem ser utilizados para pontos mais simples e peças mais chiques e elegantes.

Por fim, os barbantes, que estão cada vez mais em alta, são fios mais grossos e fazem o trabalho render. Porém tem como resultado peças mais brutas. Por isso é mais utilizado para a produção de tapetes e bolsas.

Conceito e técnica

Agora que você já sabe a diferença básica entre o tricô e o crochê, é hora de aprender o conceito e a técnica de cada uma dessas artes para colocar a mão na massa.

Tricô

O tricô é feito, basicamente, por meio de dois pontos básicos:  o ponto tricô e o ponto meia. Você usará as duas agulhas para fazer as carreiras, sendo que a ideia é passar o trabalho de uma agulha para a outra.

Veja um tutorial para iniciantes de como fazer tricô.

Aprenda a fazer uma trança simétrica.

Crochê

O crochê apresenta uma grande possibilidade de pontos. Por isso pode ser utilizado para fazer diversos artigos, desde peças de vestuário até artesanatos. A base de qualquer trabalho em crochê é o ponto correntinha.

Aprenda o crochê do zero e conheça os pontos básicos dessa técnica.

Inspirações de peças para fazer

Conheça agora quais peças e artigos você pode produzir com cada uma das técnicas e escolha agora mesmo por qual começar.

Tricô

Essa técnica é mais utilizada para produzir peças do vestuário, como gorros, cachecóis, toucas, sapatinhos de bebê e casacos. É possível fazer também peças para o enxoval, como capa para almofada e mantas.

Touca

Colete

Blusa

Sapatinho de bebê

Sapatinho vermelho de tricô para bebê

Capa para almofada

Manta

Cachecol

Com o tricô também é possível fazer uma das grandes sensações no mundo do artesanato: o i-cord ou tricotin.

As peças feitas com esse tipo de tricô servem para compor a decoração do quarto das crianças, enfeites de porta e decoração da parede da sala.

Tricotin de balão verde
Tricotin com nome

Aprenda a fazer essa técnica no vídeo abaixo.

Crochê

O crochê é mais versátil e permite a produção de roupas, bolsas, tapetes, caminhos de mesa, cestos, amigurumis, entre muitas outras possibilidades.

Cestos

Sousplat e descanso para copos

Porta vasos e cachepôs

Bolsa

Toalha ou caminho de mesa

Capa para almofada

Jogo para banheiro

Saída de praia

Saída de praia de crochê bege

Tapete

Tapete de crochê cinza e azul

Brincos

Brinco de crochê em formato de coração

Amigurumi

Bonecos amigurumi coloridos feitos de crochê

Dicas pra quem quer começar agora

Tanto para o tricô quanto para o crochê existem gráficos que auxiliam na produção de uma determinada peça. Aprenda a ler cada um dos gráficos para que sua arte fique impecável.

E então, você conseguiu entender de uma vez por todas a diferença entre tricô e crochê? Depois de ler esse guia completo basta colocar a mão na massa e produzir lindos artigos de tricô e crochê.

É tudo lindo não é mesmo? Conta pra gente qual dessas técnicas você mais gosta!

Veja também:
Como Fazer Tricô – Passo a Passo e Dicas Para Iniciantes
Aprenda Como Ler Gráficos de Crochê de Forma Simples

Compartilhe onde preferir

Revista Artesanato

Queremos mostrar a você os melhores trabalhos manuais para se fazer, gastando pouco dinheiro e o mais fácil possível para que qualquer pessoa possa fazer.




Comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.


Você pode usar estas tags HTML e atributos:

Artesanato em Crochê Veja mais >>

JA CONHECE NOSSOS CURSOS?

Mais cursos

Receba ideias gratis por email

[Grátis]
[Grátis]